Flora Tocantinense PDF Imprimir E-mail

O Tocantins apresenta uma vegetação característica de dois diferentes biomas: a floresta de transição, com grande incidência no noroeste, ocupando uma área de 12% do território, e o cerrado ocupa 87% do Estado. O cerrado possui um clima fortemente marcado por um verão chuvoso e um inverno seco. O solo lembra as savanas as savanas africanas, porem tropical,pobre em nutrientes,mas com grande quantidade de minérios como ferro e alumínio. Sua vegetação é constituída basicamente por arvores de pequeno porte, atingindo o maximo de 20cm. A flora do cerrado ainda não é totalmente conhecido, pois é pouco estudada,mas tem como características plantas de aparência seca,alem de gramíneas e arbustos e um tipo de vegetação mais densa denominada Cerradão. No cerrado encontra-se mais de 3 mil espécies,das quais cerca de 2 mil pertencem ao estrato herbáceo-subarbustivo e o restante ao estrato arbóreo-arbustivo. Essa riqueza de espécies, só superada pelas florestas Atlântica e Amazônica, apresenta uma heterogeneidade na distribuição de espécies – muitas são encontras em determinadas regiões, enquanto são desconhecidas em outras.

 

Tipos de Plantas


Ipucas

Ipucas
São fragmentos florestais descontínuos, de diferentes tamanhos e formatos, localizados em meio e extensas planícies, periodicamente inundadas pelas cheias na depressão do Araguaia. Elas são encontradas no varjão sujo e no varjão limpo, localizados nas partes mais baixas do terreno. São portanto, florestas de natureza aluvial, em um regime climático com cinco a seis meses secos, e importantes para a drenagem regional da planície, uma vez que no período de cheias fazem a ligação entre vários rios, córregos e lagoas. Atualmente três universidades brasileiras desenvolvem estudos para alerta as autoridades sobre a importância da manutenção da Ipucas para a preservação da biodiversidade e o desenvolvimento regional sustentado. Em razão da abundancia de água e do relevo plano favorável a mecanização, a fronteira agrícola vem avançando sistematicamente na região e ameaçando a conservação desses fragmentos florestais da região.

 

Abil (Pouteria torta)

alt
Conhecida também como Guapeva, tem entre 8 m e 14 m de altura com um tronco que varia entre 30 e 40 cm. O fruto de mesmo nome (Abil) tem cor alaranjada e forma arredondada.

 

Angico-Branco (Anadenanthera colubrina)

alt
De família Leguminosae-mimosoideae, podendo atingir ate 15 m, o Angico-branco caracteriza-se pela flor branca e pelas sementes achatadas e lisas.


Buriti (Mauritia flexuosa)

alt
Da família das palmáceas, seus frutos formam grandes cachos, de cuja polpa são feitos vinhos e doces. Alem disto, a palha do buriti e muito utilizada no artesanato.


 

Chal-Chal (Allophylus edulis)

alt
Ocorre sem solo pedregoso, podendo chegar a 10 m de altura e tem um fruto pequeno, de sabor doce e cor vermelha.


Ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa)

alt
E muito utilizado no paisagismo urbano, por sua beleza e desenvolvimento rápido. A floração tem inicio entre o fim do inverno e o começo de primavera. Após a floração, existe a frutificação na forma de vargens verdes e lisas, que depois de abertas liberam sementes aladas.


Maria – mole (Dendropanax cuneatum)

alt
Da família Araliaceae, tem de 6 a 14 m, com um tronco que pode chegar a 35 cm, e utilizada principalmente na industria de celulose.


Tarumarana (Buchenavia tomentosa)

alt
E também conhecida por Cuirana e encontrada apenas no cerrado, podendo chegar a 15 m de altura, seu fruto e doce e de aparência arredondada.

 

Bromelias

alt
No cerrado encontram-se muitas plantas da família bromeliaceae, gênero presente em todos os ecossistemas do pais. Contando com mais 3 mil espécies conhecidas, todas localizadas nas Américas, somente uma espécie e encontrada na África. Essa oferta abundante de bromélias faz com que cresça a participação do Tocantins no ramo de plantas ornamentais.

 

Tipos de Vegetação


Cerrado

alt
Composto por uma vegetação arbustivo-arbóreo, que tem característica galhos e caules retorcidos e grossos, é a que melhor caracteriza o cerrado como um todo. Esses exemplares estão distribuídos de forma esparsa, onde se intercalam gramíneas,ervas e algumas espécies semiarbustivas.

 

Floresta Mesofítica de Interflúvio

alt
Mais conhecido como cerradão, o solo onde ocorre este tipo de vegetação é marcadamente de alta drenagem e rico em nutrientes. As plantas características são copas de arvores que podem chegar a 10m de altura, o que faz se tocarem no topo, causando um aspecto fechado e formado no solo grandes áreas com sombra.

 

Campos Rupestres

alt
Nesse caso, o solo é geralmente raso, apresentando quase sempre grandes variações em relação à profundidade, drenagem e quantidade de nutrientes encontrados. A vegetação é marcadamente arbustiva com distribuição aberta e fechada.

 

Campos Litossólicos Miscelâneos

alt
Caracteriza-se pela presença de ervas latifoliadas ou gramíneas de aparência curta, que recobrem grandes áreas, sendo difícil encontrar arvores de grande porte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Guia Turístico Tocantins Ecológico, histórico e Cultural.

 

 

 

         

Livre Expedições, CNPJ: 15.381.782/0001-23.

Cadastur 27.049434.10.0001-6
Endereço: Rua NC 16 QD.22 LT. 30 Setor Bela Vista - Palmas/TO  CEP: 77064-688.

Contatos: contato@livre-expedicoes.com
55+ (63) 3225-0839

55+ (63) 8417-2602 oi - (63) 9966-6026 vivo - (63) 9283-9207 claro

Copyright © 2012-2014 - Livre Expedições - Todos os direitos reservados.